Suica elege o BrasilA swissnex Brazil – iniciativa do Governo Suíço para Educação, Pesquisa e Inovação, com o objetivo de fomentar novas parcerias entre Brasil e a Suíça –, em parceria com a Rio Negócios e Codin, promoveram na semana passada no Rio de Janeiro encontros entre pesquisadores brasileiros e suíços, com especialistas em empreendedorismo. Foram apresentadas estratégias empreendedoras que permitam dar visibilidade e uso às pesquisas científicas inovadoras na área da saúde.

Dentre os palestrantes do evento estavam representantes da Rio Negócios, Codin, Instituto Gênesis PUC-Rio, Switzerland Global Enterprise, Carenet, Biominas Brasil, Startup Rio, Empreender Saúde, Parque Tecnológico da Vida, InRio Partners, Criatec, COPPEAD, 21212, Celer, Rio Polo de Biotecnologia do Rio de Janeiro, Antera Venture Capital, Memed, Swiss Business Hub – consulado da Suíça.

Flávia Ladeira, Coordenadora Técnica da Biominas Brasil, fundamentou sua apresentação no evento no Guia de Inovação Farmacêutica, desenvolvido pela Biominas em parceria com a Interfarma.  Segundo ela, “mais rico do que as informações que apresentamos foram as discussões geradas pelos participantes a respeito de temas como estudo de viabilidade, due diligence, propriedade intelectual e estabelecimento de parcerias. Em cada apresentação podemos compartilhar um pouco do conhecimento da Biominas e receber mais informações sobre a realidade vivida por cada pesquisador e empresa. Dessa forma considero que o evento teve um saldo positivo por ter sido enriquecedor para todos os envolvidos.”

Faça o download completo do guia Da Bancada ao Mercado: Guia Prático de Inovação Farmacêutica – www.biominas.org.br

A iniciativa faz parte do programa AIT (Academia-Industry Training, Capacitação da Academia para a Indústria), lançado pela swissnex Brazil, em parceria com a École Polytechnique Fédérale de Lausanne na Suíça, uma das dez melhores universidades em pesquisa científica e tecnológica e pela VentureLab.

O programa tem como objetivo dar mais visibilidade e uso as pesquisas, além de desenvolver um projeto empreendedor com novas aplicações que correspondam às necessidades do mercado da saúde.

Gioia Deutcher, diretora executiva da swissnex Brazil, explica que “o programa AIT é voltado para pesquisadores de alta qualidade que fazem pesquisas na área de saúde com alta aplicação no mercado, mas que não sabem comercializar a ideia. A expectativa até o fim do curso é que todos saiam com ideias concretas, entrem em contato com a indústria e criem laços humanos entre Brasil e Suíça”.

Fonte: O GloboRio Negócios