Labtest2A Labtest, na década de 70, ao desenvolver reagentes para laboratório com estabilidade prolongada, nasceu embasada na pesquisa. Desta filosofia de atuação em seus 43 anos de operação, a empresa consolida-se hoje como líder em diversos nichos de mercado do diagnóstico laboratorial apoiada, dentre outras estratégias, na Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e domínio tecnológico de grande parte de seus produtos. Em 2012, visando ampliar suas atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação, a Labtest transferiu a sua área de P&D para o Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BHTEC), fundando o Centro de Desenvolvimento, Inovação, Ciência e Tecnologia, o CDICT.

O CDICT possui hoje 20 colaboradores, dentre eles Doutores, Mestres, médicos, farmacêuticos e biólogos, com as atividades organizadas em “Corredores de Pesquisa” separados por distintas plataformas tecnológicas e um Corredor especializado na Captação de Oportunidades. Com início das atividades operacionais em Março de 2013, é notável a aceleração dos trabalhos de P&D com direcionamento do foco dos pesquisadores nas atividades de criação e inovação. Além disto, com a especialização em plataformas tecnológicas, a inserção de novos projetos é automática e torna mais ágil o desenvolvimento dos produtos. No entanto, a experiência do CDICT vai muito além da criação de um ambiente propício de criação e inovação. Com o P&D externo, aumentaram-se os acessos às oportunidades de tecnologia, criação, inovação e negociação com diversas instituições do país, como a FAPEMIG, MCTI, ANVISA, FIOCRUZ e FINEP. Hoje o CDICT, além dos investimentos próprios da Labtest em P&D, que alcançam a ordem de 6% da receita bruta, comparável a algumas empresas multinacionais do setor, conta também com investimentos apoiados pelo BNDES, CNPq e FINEP. Atualmente, mais de 30 produtos estão sendo desenvolvidos pelas equipes de P&D e a maior parte se concentra em produtos que substituirão as importações de produtos da linha Labtest, aumentando a margem de contribuição e gerando competitividade estratégica de curto prazo pelo domínio das tecnologias. Além disto, o CDICT já inicia projetos de inovação disruptiva e já programa para 2015 a criação de um Núcleo de Inovação e Tecnologia (NIT), que dará apoio nas ações de patenteamento e contratos em parcerias estratégicas com proteção intelectual.

Um dos grandes desafios do CDICT externo à Labtest é também a transferência da tecnologia dos produtos desenvolvidos para a Indústria, que passa pela elaboração de extensa documentação, treinamentos, produção de lotes industriais e validação de processos, o que fez necessários investimentos para a aceleração das atividades nas interfaces CDICT-Labtest, na melhoria de procedimentos e contratação de pessoal para prover suporte tecnológico aos mais diversos setores da empresa, como Industrial, Assessoria Científica, marketing e área comercial. Finalmente, os resultados são tão positivos que hoje observa-se uma inversão de papéis através do P&D externo no CDICT. O volume de produtos desenvolvidos ultrapassa atualmente a capacidade da indústria de absorvê-los, de forma que a empresa volta seus olhos para investimentos consideráveis na área industrial, visando para o grupo empresarial Labtest liderança em diagnóstico in vitro através da inovação tecnológica.

Tarcísio Vilhena Filho
Diretor Executivo
Labtest Diagnóstica S.A
www.labtest.com.br


15272320823_7edb08ae10_bEste case é parte integrante do Diagnóstico do Setor de Biociências em Minas Gerais, elaborado pela Biominas Brasil em parceria com o SEBRAE Minas. O Diagnóstico apresenta um comparativo entre o ambiente de negócios do segmento de 2004 e de 2014. O estudo analisa quatro fatores essenciais na geração de um ambiente inovador nas empresas: estratégia de pesquisa e desenvolvimento e inovação; estabelecimento de parcerias; recursos financeiros para a inovação; políticas públicas voltadas para a inovação. Este Diagnóstico traz ainda conclusões que buscam orientar as discussões entre os principais agentes envolvidos e contribuir para o avanço e a consolidação do setor de Biociências em Minas Gerais.

Faça o download gratuito do Diagnóstico completo no site da Biominas (www.biominas.org.br) e do Sebrae (www.sebrae.com.br).