CASE Fundepar_banner e internaA criação da FUNDEP Participações S.A. (FUNDEPAR) inaugura no Brasil um modelo bem-sucedido em instituições de ensino superior, tanto públicas quanto privadas, de países desenvolvidos. Trata-se de um mecanismo sustentável para transformar conhecimento científico e tecnologias em empreendimentos e, consequentemente, colaborar para agregar valor ao processo produtivo nacional.

Por meio da iniciativa, são aportados recursos em projetos de pesquisadores para estruturação de startups que viabilizem a transferência de conhecimento para a sociedade. A FUNDEPAR visa contribuir para a evolução das investidas fornecendo capital e know-how para que o empreendimento possa seguir seu caminho de maneira independente.

Subsidiária da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (FUNDEP), a FUNDEPAR conta com a experiência de 40 anos de gestão de ciência, tecnologia e inovação e, nesse sentido, faz com que a iniciativa tenha características diferentes dos fundos de investimento, prezando pela relevância social e mérito científico-tecnológico das startups.

A FUNDEPAR foi criada para atender projetos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), estruturada na relação de confiança entre pesquisadores dessa instituição e FUNDEP. A experiência no investimento em projetos emergentes da UFMG inspira novos olhares.

A primeira investida pela FUNDEPAR é uma empresa de biotecnologia e, nesse sentido, projetos futuros visam contemplar instituições de todo o Estado de Minas Gerais e áreas específicas do conhecimento. Biociências, Biotecnologia e Tecnologia da Informação são, sem dúvida, caminhos promissores para o desenvolvimento da nação e focos de atenção da FUNDEPAR. Como áreas profícuas na Universidade, alcançando patamares importantes no registro de propriedades industriais, tornam-se estímulo para a criação de um programa específico para esses setores.

Ao ampliar o seu escopo de trabalho, bem como investir em áreas com alto potencial científico-tecnológico, a FUNDEPAR se mantém alinhada às políticas internacionais de Ciência, Tecnologia e Inovação (C,T&I) e assume uma nova função no ciclo de transformação do conhecimento em desenvolvimento.

Na era da Economia do Conhecimento, o capital intelectual ou intangível tem uma contribuição crescente e eventualmente dominante. O novo modelo econômico tem como pilares a democratização das informações, a educação e a capacidade de inovar coletivamente, unindo diversos atores do sistema de C,T&I.

Nesse sentido, ações que gerem mudanças estruturais para ampliar a participação de áreas de alto desempenho em diversos setores da sociedade e facilitem a conexão entre os atores são bem-vindas e necessárias.

Tão importantes são o levantamento e a análise de cenários, como este Diagnóstico do setor de Biociências em Minas Gerais. Esse estudo contribui na compreensão da realidade, apresenta as aspirações das empresas de Biociências mineiras e oferece subsídios para implementação de políticas multissetoriais, contando com a participação de instituições públicas, privadas e do terceiro setor.

O profundo conhecimento, uma ampla rede e iniciativas que possibilitem a transformação do conhecimento em benefícios sociais e econômicos formam uma tríplice fundamental para o desenvolvimento.

 

Pedro Guatimosim Vidigal
Diretor de Desenvolvimento Institucional
Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (FUNDEP)
www.fundep.ufmg.br

 

Ramon Azevedo
Diretor
FUNDEP Participações S.A. (FUNDEPAR)
www.fundepar.ufmg.br
 
 
DiagnosticoEste case é parte integrante do Diagnóstico do Setor de Biociências em Minas Gerais, elaborado pela Biominas Brasil em parceria com o SEBRAE Minas. O Diagnóstico apresenta um comparativo entre o ambiente de negócios do segmento de 2004 e de 2014. O estudo analisa quatro fatores essenciais na geração de um ambiente inovador nas empresas: estratégia de pesquisa e desenvolvimento e inovação; estabelecimento de parcerias; recursos financeiros para a inovação; políticas públicas voltadas para a inovação. Este Diagnóstico traz ainda conclusões que buscam orientar as discussões entre os principais agentes envolvidos e contribuir para o avanço e a consolidação do setor de Biociências em Minas Gerais.

Faça o download gratuito do Diagnóstico completo no site da Biominas (www.biominas.org.br) e do Sebrae (www.sebrae.com.br).