Na última sexta-feira, dia 07/10, a Biominas Brasil e o Sebrae Minas concluíram a segunda Rodada do BioStartup Lab, programa de pré-aceleração especializado em criar startups em áreas do setor de ciências da vida: saúde, digital health, agronegócio e meio ambiente.

Com rodadas com 12 semanas de duração, o programa apoia o processo criativo de empreendedores e pesquisadores que querem transformar suas ideias, projetos e pesquisas em novas soluções na forma de produtos e serviços. Para isso, aprendem a criar e validar modelo de negócio e a encontrar a melhor estratégia para executá-lo, o que envolve o desenvolvimento de habilidades para a inserção de novos produtos no mercado, para atender questões regulatórias e para a captação de recursos e investimentos.

biominas-demoday-rodada-2-biostartup-lab

O programa foi lançado em 2015 e, de lá para cá, implementou duas rodadas que receberam, no total, mais 900 inscrições de empreendedores vindas de 8 países e 94 instituições de ensino e pesquisa diferentes, incluindo instituições brasileiras como a UFMG, UFRJ e USP e estrangeiras como Stanford e Singularity University. Já foram avaliadas mais de 300 startups e selecionadas 42, sendo 21 em cada rodada.

Nesta segunda rodada, o programa apoiou startups de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Bahia. Para citar alguns exemplos, estas startups trouxeram novos produtos para a alimentação saudável, nanotecnologias como alternativas para agrotóxicos, vacinas para o tratamento de animais, aplicativos para facilitar o gerenciamento de rebanhos no campo, novos fármacos e novos testes para o tratamento e diagnóstico de doenças humanas, além de tecnologias que permitem a transformação de resíduos industriais em novos produtos sustentáveis e wearables integrados à internet das coisas.

Ao todo foram mais de 200 horas de aceleração com workshops, sessões de validação, coachings e mentorias que contaram com o envolvimento de grandes empresas como Bayer e Hospital Albert Einstein, além de muitos fundos de investimento e cerca de 50 palestrantes e mentores.

A Rodada foi concluída com o DemoDay do programa, evento que revela ao público em geral as startups finalistas que têm a oportunidade de apresentar seu negócio e seus resultados em busca de parcerias e investimento. O DemoDay aconteceu na sede do Sebrae Minas que recebeu cerca de 200 convidados e onde foi conhecida a startup vencedora da rodada, a Nanobiotec. Esta de startup de agronegócio, que nasceu de pesquisas oriundas do CT Nanotubos da Universidade Federal de Minas Gerais e apresenta nanotecnologias aplicadas ao controle de pragas agrícolas (fungos), buscando desenvolver cultivos mais eficientes.

biominas-biostartup-lab-nanobiotec

Para conferir a matéria na integra clique aqui.14