É impossível pensar em realizar todas as tarefas rotineiras ou buscar por conhecimento sem uma conexão. Como principal ferramenta para a expansão e divulgação das empresas na atualidade, a tecnologia proporciona acesso facilitado a informações, eventos e dados que transcendem a relação de espaço e tempo físico.

Já pensou em como utilizar o meio digital para acesso a informações sobre biotecnologia?

Muitas pessoas ainda não conhecem o impacto que possuem as palestras realizadas pela fundação sem fins lucrativos conhecida como TED – Tecnologia, Entretenimento e Design, que promove discussões através de conferências ao redor do mundo sobre supostas ideias que precisam ser espalhadas. Com transmissões ao vivo e disponibilizadas posteriormente na internet, as conferências realizadas ao longo dos anos tornaram-se um sucesso entre os profissionais das áreas exploradas pela instituição.

Com o impacto que ultrapassam 1 bilhão de visualizações em sua plataforma, e com mais de 1.400 falas registradas desde o ano de 2006, o TED já abordou até março de 2017 um total de 70 palestras sobre biotecnologia.

Preparado para conhecer um pouco sobre essas palestras? Selecionei para você três que podem mudar totalmente a sua visão sobre conteúdo relevante no meio digital.

1. Biohacking – Você também pode.

Já pensou em um espaço aberto onde as pessoas possam produzir ciência ou colaborarem para a expansão da inovação? A pesquisadora Ellen Jorgensen ajudou a criar em Nova Iorque um laboratório de biotecnologia comunitário, conhecido como Genspace, com o objetivo de levar a todos a prática da ciência no formato DIY (Do It Yourself).

Quer conhecer um pouco mais sobre a cultura Biohacking atrelada ao DIY?
Leia agora “Biohacking: a prática que você precisa entender”.

 

2. Miguel Nicolelis: Um macaco que controla um robô com a força do pensamento. Não, é sério.

Controlar máquinas com a força do pensamento parece impossível para você? O pesquisador brasileiro Miguel Nicolelis nos provou que isso é possível, colocando a prova alguns experimentos realizados como um macaco. A pesquisa desenvolvida é de grande relevância para a área da saúde, especificamente para pacientes com tetraplegia e para todos nós em um futuro bem próximo.

Vale ressaltar que na abertura da Copa do Mundo FIFA 2014, o pesquisador Nicolelis mostrou ao mundo que, utilizando um exoesqueleto, um paraplégico poderia ter seu momento como jogador de futebol ao conseguir chutar uma bola em transmissão internacional.

3. James Watson fala sobre como ele descobriu o DNA

Na abertura do TED2005, o biólogo molecular, geneticista e zoologista americano, James Watson, contou da forma mais descontraída possível sobre como ele e seu amigo Francis Crick descobriram a estrutura molecular do DNA que acarretou em seu Prêmio Nobel.

Conclusão

É claro que são diversas as palestras e conferências realizadas com o tema de biotecnologia pelo mundo. E as corporações e eventos internacionais estão utilizando cada vez mais das plataformas digitais para proporcionar este acesso ao conhecimento, inclusive através do serviço de streaming.

Alguns acreditam que no futuro essas conversas deixarão o meio offline/presencial e se sobressairão em um ambiente totalmente de conexões, facilitando a interação e participação do público sem a necessidade de deslocamento. Uma maneira de conseguir falar com maior número de pessoas, sendo mais assertivo em seu target.

Vinicius Prado


Vinicius Prado | Consultoria

Publicitário pela PUC Minas e estudante de Relações Públicas apaixonado por comunicação estratégica. Atua na área da Consultoria como Comunicação Digital e suporte a área de Relacionamento e Marketing. Adora música, fotografia e design.
vinicius@biominas.org.br