guilherme mestrado unifemmEm busca do desenvolvimento de inovações tecnológicas voltadas para a solução de grandes problemas globais, como o desenvolvimento industrial sustentável e a utilização de recursos renováveis, as principais economias mundiais investem em pesquisa na área de Biotecnologia. Um mercado em constante expansão, seja em laboratórios de ponta ou atuação em pesquisa, requer cada vez mais profissionais capacitados na área. Para falar sobre o assunto, o Engenheiro Guilherme Emrich, sócio da Biomm Technology, fará a palestra para a aula inaugural da primeira turma do Mestrado Profissional em Biotecnologia e Gestão da Inovação neste sábado, 15 de março, do Centro Universitário de Sete Lagoas – UNIFEMM.

Ex-aluno emérito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Guilherme Caldas Emrich foi fundador, CEO e posteriormente presidente do Conselho de Administração da Biobrás, a quarta maior empresa produtora de insulina do mundo, além de diversas outras empresas de Biotecnologia e tecnologia de informação no Brasil e Estados Unidos. Além dele, o evento, que abre as aulas do Mestrado em Biotecnologia em Sete Lagoas, terá a presença do Secretário Adjunto da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, o Engenheiro Agrônomo e ex-Reitor da Universidade Federal de Viçosa entre os anos de 2000 e 2004, professor Evaldo Vilela. O Chefe-Geral da Embrapa Milho e Sorgo, Antônio Álvaro Corsetti Purcino, o Presidente da FAPEMIG, professor Mário Neto Borges, o Reitor do UNIFEMM, Dr. Antônio Fernandino de Castro Bahia Filho e a Coordenadora do Mestrado, Dra. Adelaide Maria Coelho Baeta completam a programação do Seminário de Integração e Aula Inaugural do Mestrado em Biotecnologia.

O Mestrado, aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), terá três linhas de pesquisa, em Agroindústria, Gestão Ambiental e Ciência, Tecnologia e Informação. Ao associar a Biotecnologia e a área de Gestão da Inovação, o curso potencializa as aplicações dos conhecimentos gerados pela Biotecnologia para a solução de problemas da sociedade. O objetivo é o aprofundamento do conhecimento técnico, científico e ético do aluno visando ao desenvolvimento da capacidade de pesquisar com autonomia e originalidade e de produzir novos conhecimentos com base na resolução de problemas e na análise crítica da produção científica mundial na área.

O Mestrado Profissional em Biotecnologia do UNIFEMM é o sétimo aprovado em todo o Brasil e o terceiro em Minas Gerais. Também é o primeiro mestrado a ser realizado em Sete Lagoas. O curso é realizado com importantes parcerias com a Embrapa Milho e Sorgo, com o apoio da Biominas Brasil e da FAPEMIG.

Fonte: Jornal Sete Dias