A Bioptamers, startup integrante do portfolio de aceleradas da Biominas, foi selecionada na última semana para o programa de aceleração da RebelBio, no Reino Unido. As atividades se iniciam já na próxima semana.

Para garantir o sucesso da startup no programa de aceleração, a nossa coordenadora de empreendedorismo vai compor a equipe Bioptamers durante o período de aceleração em Londres. Alinhado ao modelo hands on praticado pela Biominas, Liliane Carvalho irá assumir a parte de desenvolvimento de negócios do projeto, juntamente com a fundadora e pesquisadora Dr. Érika Molina, responsável pelo desenvolvimento científico da tecnologia.

Foto 1: Douglas Camargo e Lucas Pimenta da Abbvie

A RebelBio é uma das instituições de maior prestígio no mundo na área de empreendedorismo em ciências da vida. As startups selecionadas para o seu programa recebem investimento e passam pela experiência de três meses de imersão internacional para desenvolvimento do negócio. Além disso, tem acesso a um laboratório de nível de biossegurança totalmente equipado, espaço de co-working, orientação dedicada e o apoio de uma rede de ex-alunos da RebelBio, investidores, empresas e demais parceiros.

A Bioptamers é uma das startups integrantes do portfólio da Biominas, que desenvolve carreadores para a entrega de medicamentos especificamente contra o câncer. Através da tecnologia de aptâmeros, os tratamentos são direcionados para o local do tumor, assim aumentando a eficácia de entrega do medicamento e ao mesmo tempo diminuindo seus efeitos adversos frequentemente causados aos pacientes.