Depoimento Guilherme Emrich – 30 anos Biominas

28

Maio 2020

Por:biominas
Biominas

A Biominas consolidou o conceito de biotecnologia no Brasil, começando há cerca de 30 anos atrás. Ninguém sabia muito o que era isso. Parece que tudo foi ontem…..

A indústria farmacêutica era basicamente de química fina. Havia todo um esforço na UFMG para o desenvolvimento de produtos biológicos. O incentivo até então na medicina era de conhecer a ação no corpo de enzimas, proteínas e hormônios, e descobrir como produzir. 

A Biobrás nasceu neste momento, a partir das pesquisas desenvolvidas pelo Prof. Marcos Mares Guia. Assim, foi a primeira empresa no Brasil manifestamente de biotecnologia. Na época, chamados de produtos biológicos. 

Sentíamos praticamente sozinhos nesse universo. Daí a idéia de criar uma instituição para agregar os esforços iniciantes na área. Ter alguém que pudesse perante o governo e a comunidade, defender os interesses de um setor emergente.

No início da história, o Walfrido Mares Guia era secretário estadual de Ciência e Tecnologia e foi feito um seminário nacional em Belo Horizonte. Levei o Walfrido para um dos primeiros congressos da BIO, em San Francisco. Veio o governo do Newton Cardoso e fui chamado para dirigir um esforço de implantar a biotecnologia no Estado. Começamos a trabalhar no INDI, com pessoal e apoio também do BDMG. Do dia para a noite, o secretário de C&T caiu e o esforço se dissipou. 

Ali nos convencemos que não deveria ser uma iniciativa do Governo, mas sim das empresas. Criamos a Fundação Biominas, com Biobrás, Labtest e outras empresas, não necessariamente do setor. 

O modelo inicial de negócios da Biominas foi sendo construído, a partir da necessidade de soluções. Foi assim quando elaboramos o projeto da incubadora Habitat, que não existia no país, para hospedar empresas nascentes num mesmo lugar. 

Em um certo momento, precisávamos de capital para incentivar as startups. Fui ao BID em Washington e convenci o presidente Don Enrique Iglesias, a montar um programa de investimento e financiamento com a Biominas (e outro com a FIR Capital, nascendo aí o Fundotec I).

Acho que um dia vou escrever um livro, com as peripécias por que passei…..e, essa, é apenas uma delas.

Hoje a Biominas conquistou um papel importante no setor, no Brasil e fora. O desafio agora é “como exponenciar sua atuação?”. A realidade é outra e vai exigir soluções construtivas, sob novas inspirações.  E não amarrado a modelos já constituídos. Inovem!

 

Guilherme Emrich, fundador, ex-diretor presidente e hoje presidente do conselho curador da Biominas.

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a newletter e receba nossas novidades!

Av. José Cândido da Silveira, 2100 - Horto, Belo Horizonte - MG, 31035 - 536

+55 (31) 3303-0000

biominas@biominas.org.br