fbpx

Freemalaria é Ganhadora do Inova Labs, Iniciativa da Fiocruz em Parceria com a Biominas Brasil

24

jun 2021

Por:biominas
Biominas | Empreendedorismo | Inovação | Negócios | Notícias

Confira a entrevista com a equipe vencedora do programa tem como objetivo apoiar ideias inovadoras para o sistema de saúde pública

O Inova Labs faz parte do Programa Fiocruz de Fomento à Inovação e visa estimular recém-doutores de forma a ampliar as competências científicas e tecnológicas em áreas estratégicas, incentivando a transferência para a sociedade do conhecimento gerado em todas as áreas de atuação da Fundação Oswaldo Cruz e conta com apoio e treinamento da Biominas Brasil.

Ao longo de 10 semanas os pesquisadores selecionados com projetos em oncologia, emergências sanitárias e doenças negligenciadas são incentivados a levar ao público uma nova forma de apresentar essas soluções, que levam a transformação de pesquisas em produtos e serviços que alcancem a sociedade.

Na 3a rodada do programa, a equipe vencedora foi a FreeMalaria, do Instituto René Rachou (IRR/ Fiocruz Minas).  Confira a entrevista com a equipe vencedora:

1) Como foi a experiência geral do Programa Inova Labs? 

Foi fantástica! Aprendemos muito sobre a construção de estratégias adequadas para a inserção do nosso produto no mercado, além do desenvolvimento de habilidades empreendedoras de toda equipe.  Achamos que o principal foi a mudança na forma de pensar, priorizando pesquisas que vão responder demandas de saúde pública, mas que também vão solucionar dores de mercado. Essa mudança não tem volta…, para que ela chegue à sociedade

2) Como a equipe se distribuiu para que conseguissem cumprir todas as demandas do programa? As ferramentas de gestão ágil foram úteis? 

O programa foi bastante denso, no grupo a Denise ficou concentrada nas apresentações e nós três estudando e discutindo todo o conteúdo, fizemos questão de resolver todas as demandas juntas, em reuniões semanais. Isso foi fundamental para o crescimento e fortalecimento da equipe como um conjunto. Acho que podíamos explorar mais as ferramentas de gestão ágil, achamos que são úteis se forem incorporadas no dia-a-dia dos pesquisadores visando o desenvolvimento das startups e spin offs.

3) Como foi para vocês esse processo de aprendizagem online? 

As aulas remotas possibilitaram que toda equipe pudesse participar de todos os eventos do Programa, o que foi um ponto muito positivo, facilitou ao evitar o deslocamento. O conteúdo das aulas é bastante denso e completo, porém a dinâmica do curso permitiu o nosso aprendizado de um conteúdo que normalmente estava distante da nossa experiência profissional e acadêmica. O lado negativo foi a menor interação entre as diferentes equipes e o estudo individual é menos motivador do que em grupo com interação em tempo real.

4) Qual impacto o programa tem não só na pesquisa de vocês mas também na vida pessoal? 

Denise: O Programa Inova Labs foi fundamental para mudança de mindset da equipe, que não tinha nenhuma experiência anterior com empreendedorismo. Foi uma oportunidade fantástica de crescimento pessoal e profissional. Tivemos a oportunidade de testar e validar soluções, estudar modelos de comercialização, encontrar mercados e desenvolver novas habilidades a partir de uma metodologia direcionada que combina capacitação, modelagem e competição.

Cristiana: Descobrimos como é prazeroso trabalhar com algo que poderá melhorar a vida das pessoas! No nosso caso saber que poderemos melhorar o serviço nos bancos de sangue tornando a transfusão mais segura, principalmente em áreas de maior transmissão da malária, como na região da Amazônia legal. Além da mudança profissional de maior valorização de pesquisas que poderão gerar produtos que respondam de forma mais direta problemas de saúde pública, a mudança no nível pessoal também foi muito significativa. Neste sentido, percebo que é possível empreender, seja na área da saúde como vimos no programa ou em outra área, como algum projeto paralelo de vida, a gastronomia por exemplo é um dos meus hobbies e poderia empreender também nessa área e ganhar dinheiro com uma coisa que me dá muito prazer.

Taís: Grande parte do que se aprende no programa tem aplicação prática nas nossas vidas, como atividades que levam ao autoconhecimento, organização das atividades diárias e fortalecimento do espírito colaborativo. Entre os vários pontos positivos do programa, destaco o treinamento que recebemos de como apresentar nossas ideias de forma clara, objetiva e convincente.

5) Qual a importância de iniciativas como o Inova Labs para a Fiocruz?

São de extrema importância, uma vez que impulsionam as pesquisas feitas em laboratório, para que cheguem até à sociedade, visando a aplicação no SUS. A interação com as unidades produtoras também é fundamental para as pesquisas e o Inova Labs proporciona isso. Acho que o programa poderia ter uma duração mais longa ou uma proposta de continuidade. Nesse sentido, um formato que promova maior integração das equipes, como o presencial, ou até mesmo o híbrido, seria bastante positivo.

Ficou interessado pelo Programa? Então temos uma boa notícia!

A 4ª e última rodada do programa aceitará inscrições até dia 04/07/21! Então não perca tempo!

Inscreva-se agora clicando aqui!

 

 

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a newsletter e receba nossas novidades!

    Av. José Cândido da Silveira, 2100 - Horto, Belo Horizonte - MG, 31035 - 536

    +55 (31) 3303-0000

    biominas@biominas.org.br