fbpx

Inovação que Inspira – Cristina Ropke

11

ago 2020

Por:biominas
Inovação

Escute também a entrevista completa por áudio:

 

O Inovação que Inspira traz hoje a entrevista com Cristina Ropke, que nos contagia com sua empolgação e idealismo, uma trajetória profissional marcada pelo conhecimento científico aliado à inovação, empreendedorismo e comprometimento com o desenvolvimento social. Ela acredita na capacidade do Brasil de ir além e incentiva a todos os profissionais de inovação a se enxergarem como agentes de transformação.

Essa entrevista faz parte do Inovação que Inspira, projeto que surge em comemoração aos 30 anos da Biominas Brasil, reforçando seu compromisso em tornar as empresas cada vez mais inovadoras e conectar profissionais de inovação. Essa série de entrevistas traz insights de profissionais que trabalham com inovação no Brasil. Trajetórias profissionais que têm em comum a paixão por inovar.

 

Trajetória profissional

Cristina trabalha com inovação desde 2004, é farmacêutica bioquímica formada pela USP e seu mestrado, doutorado e pós doutorado teve foco em produtos naturais. As plantas medicinais sempre foram uma paixão para ela. Seu doutorado culminou no desenvolvimento de um produto cuja patente foi licenciada para Natura, “eu era acadêmica e tive a experiência de ver um produto que eu desenvolvi chegar ao mercado, e foi esse o início.”

Em 2009 deixou a universidade para trabalhar no ambiente corporativo com projetos de pesquisa e inovação, e a partir daí sua carreira foi se desenvolvendo dentro da biodiversidade, realizou cursos pelo MIT com foco em empreendedorismo e inovação e desenvolveu o hábito de estudar bastante, se atualizar e participar ativamente de grupos e associações do setor.

Em 2019 foi palestrante na BIO Latin America Conference, evento realizado pela Biominas em parceria com a BIO, e apresentou um dos projetos no qual trabalha, cujo objetivo é criar uma ‘biblioteca da biodiversidade brasileira”, identificando moléculas bioativas de extratos vegetais extraídos de biomas brasileiros. Projeto que oferece um potencial magnífico para descobrir novos fármacos a partir da biodiversidade nacional.

 

O que mais motiva a trabalhar com inovação?

Cristina exala empolgação quando fala de inovação e demonstra ter um grande comprometimento com o desenvolvimento social e a sustentabilidade. A resposta dela para a pergunta, o que mais te motiva a trabalhar com inovação? foi:

“Melhorar a vida das pessoas. A inovação é uma ferramenta gigante para transformar a vida das pessoas, especificamente na área que eu atuo, uma vez que o Brasil tem uma das maiores biodiversidades do mundo e tem uma dependência muito grande de medicamentos importados. Acho extremamente transformador lutar por inovação nessa área, porque ela diminui a dependência do país de drogas importadas, e ela reverte de forma positiva para cadeia produtiva” 

O mais interessante é que a sustentabilidade é um dos pontos centrais desse processo, ela citou o exemplo do cultivo de Jaborandi. 

A Pilocarpina encontrada do Jaborandi é utilizada em medicamentos, o consumo do Jaborandi garante a subsistência de pequenos agricultores e de coletores que são cadastrados dentro de um programa social, isso permite que a renda seja revertida de forma digna para todo mundo dentro da cadeia. 

Além disso a população local passa a depender do jaborandi que cresce embaixo da floresta em pé para ter o seu sustento, e isso evita que a floresta local seja derrubada para abrigar o cultivo de outras plantações, como o milho, ou para criação de animais. 

“Um mundo de possibilidades que se reverte positivamente na cadeia produtiva, na dependência do país, na proteção do meio ambiente. Isso me motiva muito”¹

O caminho da inovação, no entanto, não é só flores há também percalços, e um deles é a questão legal que muitas vezes complica o caminho de quem trabalha com biodiversidade no Brasil. “Às vezes produtos de biodiversidade estrangeira tem um caminho regulatório mais fácil para chegar ao mercado, faltando apoio para as validações de segurança e eficácia necessárias para levar nossa biodiversidade aos produtos farmacêuticos”

 

Qual habilidade é mais importante para um profissional de inovação?

“Se enxergar como um agente de transformação, contínuo extremamente convencida que nosso país tem todo potencial de ir além” Cristina acredita que é muito importante que o profissional que trabalha com inovação estude muito, e aprenda um segundo idioma pois isso é fundamental para se conectar e manter atualizado. “Enxergar que todo o esforço vale à pena, porque provavelmente o resultado do seu trabalho vai melhorar a vida das pessoas. O Brasil precisa muito disso.”

A liderança pelo conhecimento é algo que também marca um profissional de inovação, seu conhecimento dá credibilidade às suas ações, a confiança que consegui conquistar da minha equipe se deve à profundidade que tenho no tema e o entusiasmo que eu tenho de fazer a diferença. Outro aspecto importante é saber envolver a equipe, sempre tento integrar toda a equipe no objetivo. Fazer todo mundo sentir parte do sucesso daquilo, porque efetivamente todo mundo faz parte.

Por último Cristina chama atenção para a importância das habilidades de negociação “Uma questão chave na inovação é a habilidade de negociação, você pode ter sucesso ou não do ponto de vista como você envolve as parte em uma negociação, o alinhamento de expectativas. Às vezes a gente foca muito na tecnologia. Você tem que ter foco nas pessoas, nas estratégias e em ferramentas de equilíbrio para negociações bem balanceadas.”

 

O que mais marcou na entrevista  com  Cristina

O compromisso social é muito marcante na fala de Cristina, em vários momentos da entrevista ela deixa claro o seu interesse e compromisso em melhorar a vida das pessoas através da inovação. Esse idealismo e empolgação certamente contagia facilmente a todos, e é um excelente combustível para quem trabalha com inovação. Nós sabemos que muitas vezes não se trata de uma tarefa leve, mas as motivações corretas e essa energia positiva e inovadora certamente ajuda a manter o foco para alcançar grandes objetivos. Liderar com leveza e com envolvimento, e ter fé no nosso futuro, no potencial da nossa nação. Muito obrigada Cristina por suas palavras inspiradoras, por sua dedicação e compromisso com o desenvolvimento científico e social do nosso país.

VEJA TAMBÉM NOSSO EBOOK SOBRE GESTÃO DA INOVAÇÃO!

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a newsletter e receba nossas novidades!

Av. José Cândido da Silveira, 2100 - Horto, Belo Horizonte - MG, 31035 - 536

+55 (31) 3303-0000

biominas@biominas.org.br