fbpx

Porque sua empresa deve começar a implementar AGORA o intraempreendedorismo

10

ago 2020

Por:biominas
Inovação | Inovação 360

O que é intraempreendedorismo 

O intraempreendedorismo não é um assunto novo. Em 1978 o termo foi usado pela primeira vez em um artigo chamado “Empreendedorismo Intra-Corporativo” (tradução livre), e a partir disso aparece em diversos outros, ganhando cada vez mais destaque nos últimos 30 anos.  

Intraempreendedorismo consiste em agir como um empreendedor dentro de uma empresa já estabelecida, ou seja cria-se novas oportunidades de negócio dentro de uma organização pré existente. O intraempreendedorismo pode resultar na criação de novos setores, departamentos ou até spin-offs da empresa.  

Vários produtos que conhecemos são resultados de ações intraempreendedoras, falaremos aqui da “Regra dos 20%” do Google. Todo funcionário do Google possui 20% do seu tempo, ou um dia por semana, para trabalhar em projetos paralelos ao seu trabalho habitual. O projeto paralelo deve ser relacionado às aspirações da empresa e pode ser escolhido pelo próprio colaborador. A iniciativa foi implementada pelos fundadores em 2004 e já resultou em novos serviços como Google Maps e Gmail. A regra dos 20% é um dos motivos do Google ser uma das empresas mais inovadoras do mundo. 

Bill Aulet é Diretor Geral do Martin Trust Center do MIT Entrepreneurship, e diz que muitas vezes as pessoas acreditam que o empreendedorismo é associado apenas a startups, mas que esta não é a visão do instituto. Ele afirma que empreendedorismo é uma maneira de criar novos produtos de alto valor, uma nova forma de conduzir negócios. Você deve saber lidar com aspectos que estão no seu controle, e muitos outros que não estão. Por tudo isso, é possível que empreendedores existam dentro de empresas e que elas precisam de várias pessoas com esse perfil.   

Os intraempreendedores, diferentemente de empreendedores, trabalham dentro dos recursos de uma empresa, ou seja, não estão criando algo totalmente do zero e não estão arriscando seu próprio dinheiro. Mas da mesma forma que os empreendedores, estão criando algo novo. 

Uma grande diferença entre empreendedores tradicionais e intraempreendedores é que os primeiros geralmente não tem muito a perder, já que não tem nada. Já intraempreendedores podem colocar em risco seus empregos e costumam ter uma liberdade de ação limitada dentro das grandes organizações.. O intraempreendedor deve equilibrar o que quer fazer com negócio já existente na empresa. 

Existem também vários fatores internos que podem influenciar as ações intraempreendedoras. Suponhamos que um colaborador esteja trabalhando em um sistema para automatizar o trabalho feito por uma equipe da empresa, essas pessoas podem se sentir ameaçadas pelo projeto que está em desenvolvimento. Por isso, empresas precisam criar processos para lidar com o intraempreendedorismo, assim funcionários podem se sentir mais seguros com a quebra o status quo

 

Como implementar ações intraempreendedoras 

Existem maneiras de uma empresa incentivar a cultura intraempreendedora, muitos programas podem ser criados, especialmente no começo da implementação dessa cultura. Na hora de implementá-los o limite é apenas sua criatividade, pode-se criar desde feiras (como em universidades) até abordagens mais formais como a criação de planos de negócios.  Seguem alguns exemplos: 

Feira de ideias

Colaboradores são incentivados a desenvolverem ideias de novos produtos e serviços e devem apresentá-los em forma de pitches. Pitches bem estruturados e que apresentem maior potencial de negócios são escolhidos e suas ideias implementadas. 

Hackathon

São eventos de 1 a 3 dias, em sua maioria, para que colaboradores estruturam um produto mínimo viável (MVP) de uma nova solução. Normalmente a empresa estipula um problema a ser resolvido e os colaboradores trabalham em times multidisciplinares para solucionar de diversas formas este problema.   

 

Benefícios do intraempreendedorismo 

 

Inovação 

intraempreendedores são responsáveis por implementar e criar inovações dentro da empresa, são pessoas empenhadas em apresentar ideias e de implementá-las até o sucesso. Incentivar essa cultura, gera um fluxo constante de inovações que podem ser incorporadas em produtos, serviços e até em processos e produtos internos. 

Desenvolvimento de talento

Várias empresas têm dificuldades de reter talentos. Incentivar e apoiar os intraempreendedores gera um aumento de colaboradores de alto nível. Criar visibilidade, interna e externa, em cima do intraempreendedorismo atrai e retém colaboradores essenciais para o sucesso da empresa.

Vantagem Competitiva

O intraempreendedor trabalha além dos limites estabelecidos pela empresa, são pessoas que questionam o status quo buscando novas oportunidades de mercado. Eles podem identificar gargalos do mercado e assim trabalhar em cima de eliminar ameaças e criar oportunidades de negócio para empresa. 

Cultura Interna

Intraempreendedores geram resultados positivos para toda sua equipe. São importantes para motivar e desenvolver novas habilidades de outros colaboradores, gerando assim resultados positivos para a empresa. Ao se tornarem exemplos de sucesso, outros serão motivados a seguir o mesmo caminho. 

Produtividade

Intraempreendedores precisam ter uma excelente gestão de tempo e usar os recursos disponíveis da melhor maneira possível. Além de tarefas rotineiras, são pessoas empenhadas a produzir novas soluções, por isso precisam ser eficientes. Essa cultura gera desdobramentos importantes para o sucesso da empresa.

Diminuir time to market 

Incentivar colaboradores a abordarem novas oportunidades a partir de MVPs e outras práticas empreendedoras é uma maneira de diminuir o tempo de desenvolvimento de produtos. Intraempreendedores focam no elemento principal de uma inovação o que gera resultados mais rapidamente. 

 

QUER SABER COMO CONSTRUIR PROCESSOS DE INOVAÇÃO CORPORATIVA? ACESSE O NOSSO EBOOK!

 

Como gerenciar intraempreendedores 

 

Suporte 

Mostre aos funcionários que o intraempreendedorismo é encorajado e apoiado. O primeiro passo é criar uma cultura aberta para que as pessoas expressem suas ideias, desenvolvendo conceitos incrementais mas também sugestões radicais. É necessário também ter uma gestão interna com processos que possibilitem a implementação das ideias que são levantadas pelos colaboradores. 

Autonomia e responsabilidade 

Gestores precisam fomentar a autonomia para que colaboradores criem soluções independentes e não apenas cumpram com tarefas pré determinadas. Reduzir burocracias para gerar processos baseados na confiança e em boas práticas é recomendado. 

Motivação e incentivos 

Motivação é essencial. Incentivos baseados em  recompensa financeira são importantes mas não os únicos. Reconhecimento pela gestão e uma cultura de aceitação de erros, são alguns exemplos de incentivos cruciais para fomentar o intraempreendedorismo e gerar resultados. 

Compensações 

Desenhar um sistema de compensações financeiras é fundamental, os intraempreendedores devem receber em cima do sucesso de seus projetos. Deve-se levar em consideração a realidade da empresa, objetivos de longo e curto prazo de modo a incentivar os colaboradores a correrem riscos. 

Recursos 

Para gerar inovações é preciso oferecer tempo e recursos para os colaboradores. Um bom exemplo é a “regra dos  20%” do Google. A empresa oferece também rápido acesso a recursos para que ideias sejam validadas rapidamente. 

Comunicação 

A gestão da empresa precisa promover um ambiente aberto para que a troca de ideias ocorra de maneira fluida. É Interessante que a empresa possua uma comunicação aberta internamente, mas também com agentes externos. Desafios, como hackathons, são uma forma de gerar novas ideias e começar a implementá-las.

Estrutura e Processos

Estruturas descentralizadas incentivam o intraempreendedorismo. Gestores são encorajados a delegam o mínimo possível de tarefas e ter uma gestão orientada a resultados. Uma estrutura multidisciplinar onde diferentes áreas trabalham em um mesmo projeto resulta em soluções mais completas, de maior qualidade e aumenta a velocidade com que se desenvolve inovações, já que diferentes experiências são compartilhadas. 

Conclusão

É importante ressaltar que para ter sucesso com o intraempreendedorismo é necessário ter também vários fracassos. Empresas inovadoras possuem vários produtos de sucesso, mas também possuem projetos que não deram certo, como o Facebook Home, Microsoft Zune e o Google Lively. 

O intraempreendedorismo pode ser aplicado em qualquer segmento e indústria, inclusive nas áreas de bio e saúde humana. Sabemos que em ciências da vida, principalmente quando lidamos com a saúde humana, precisamos ter um cuidado maior antes de lançar um novo produto, mas experimentações internas devem ser encorajadas. Essa atenção ao lançar um novo produto,não é nova para indústrias farmacêuticas, contudo podemos criar sistemas internos mais eficientes e que incorporem o intraempreendedorismo. 

A cada medicamento lançado comercialmente podem ser testados até 10 mil compostos nas fases iniciais, por isso precisamos de formas inteligentes de chegar nesse produto final que bancará todas as falhas anteriores. O intraempreendedorismo deve ser aplicado para que empresas descubram novos serviços e produtos inovadores. 

 

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a newsletter e receba nossas novidades!

Av. José Cândido da Silveira, 2100 - Horto, Belo Horizonte - MG, 31035 - 536

+55 (31) 3303-0000

biominas@biominas.org.br