Pensamento Crítico: a melhor forma de pensar o agora e se preparar para o futuro

01

jun 2020

Por:biominas
Academy | Academy para Universidades | Empreendedorismo

O futuro do trabalho, ao mesmo tempo que parece sombrio, já reúne indícios das novas tendências traçadas a seu respeito. Uma delas se refere ao impacto da tecnologia, sendo a responsável por modificar completamente o cenário de oferta e demanda de empregos. 

Um estudo da Forrester, estimou que 10% dos empregos nos EUA seriam automatizados ainda no ano de 2019. Outro estudo da McKinsey estima que quase a metade de todos os empregos nos EUA podem ser automatizados na próxima década. 

Se por um lado teremos encerramento de diversos tipos de empregos, principalmente aqueles mais operacionais, por outro, novas posições também serão criadas. Segundo um estudo do LinkedIn, a tecnologia também será responsável por criar 133 milhões de novas posições até o ano de 2022. Embora o conhecimento técnico (hard skills) seja útil neste novo cenário, serão as habilidades interpessoais (soft skills), os principais ativos que persistirão ao longo do tempo e entre setores, exercendo um papel de destaque na construção de novas carreiras. 

Dentre as softs skills mais relevantes neste futuro próximo, diversos estudos apontam para a habilidade de pensamento crítico. De acordo com uma pesquisa de 2016, envolvendo 63.924 gestores e 14.167 recém-graduados, o pensamento crítico é a principal habilidade que os gestores sentem falta nos recém-formados, com 60% pensando desta forma. Segundo dados do estudo The Global Skills Shortage de 2019, pensamento crítico e resolução de problemas estão entre as top 3 softs skills que faltam ao mercado.

Além de ser uma das habilidades mais demandadas pelo mercado de trabalho, o pensamento crítico é importante em qualquer esfera da vida, seja pessoal ou profissional. Diariamente, lidamos com situações complexas e imprevisíveis, com diferentes tipos de problemas, overload de informações ou, muitas vezes, limitações das mesmas. Este cenário nos exige respostas ágeis e efetivas. O pensamento crítico nos ajuda a sobrepor esses desafios, nos levando a tomar decisões mais acertadas e coerentes. 

 

Mas afinal, o que é pensamento crítico?

Podemos entender o pensamento crítico como um pensamento autodisciplinado que busca elevar seu raciocínio para o mais alto nível de qualidade e de uma forma justa. 

Em outras palavras, pessoas que detêm essa habilidade verificam seu próprio pensamento quanto à exatidão, precisão, clareza, relevância, profundidade, amplitude, significado, lógica e justiça.

Em linhas gerais, o  pensamento crítico envolve:

  • Analisar oportunidades e problemas com uma visão ampla, compreendendo o impacto que suas ações podem ter no futuro;
  • Fazer perguntas e questionar os pressupostos de como o mundo funciona;
  • Reunir dados complexos, e muitas vezes ambíguos, e interpretá-los e tirar insights;
  • Usar os insights para subsidiar suas escolhas e selecionar o melhor de plano de ação;
  • Tomar decisões diárias sobre onde e como você gasta seu tempo. 

Pensar criticamente te permite observar, refletir e ter uma compreensão clara de um determinado cenário ou situação, considerando diferentes perspectivas. Ou seja, o pensamento crítico subsidia sua escolhas e tomada de decisão além dos seus pressupostos e vieses de raciocínio. 

 

Como começar a desenvolver esta habilidade? 

Hoje, temos à nossa disposição diversos materiais e até cursos sobre o assunto, portanto, desenvolver esta habilidade é totalmente possível. Um bom começo é aprender sobre os princípios básicos deste pensamento e criar oportunidades de aplicá-lo no seu dia-a-dia. 

Para começar, listamos 5 formas de aprimorar seu pensamento crítico:

  1.  Se questione diante de problemas. Saiba exatamente qual é o seu problema, identificando-o de forma clara e precisa;
  2.  Reúna dados e informações relevantes. Use de ideias abstratas para interpretá-los;
  3.  Chegue a conclusões e soluções bem fundamentadas, e teste-as para assegurar que melhor solução foi alcançada;
  4.  Mantenha a mente aberta e explore formas alternativas de pensamento, reconhecendo e avaliando, conforme necessário, suas próprias suposições, possíveis implicações e conseqüências práticas de uma solução;
  5.  Comunique-se efetivamente com outras pessoas a fim de chegar a soluções aceitáveis para todos os envolvidos.

Além disso, pensadores críticos costumam apresentar quatro habilidades principais, entre elas, estão a curiosidade e criatividade. O desejo de aprender mais, estar aberto a novas ideias e combinar de forma inusitadas informações e suposições (criatividade) é imprescindível para pensar de forma crítica. 

Outra habilidade é o ceticismo, que envolve ter um atitude saudável de questionar novas informações e não acreditar cegamente em tudo que se encontra. Finalmente, a humildade também é importante, pois permite que o pensador crítico admita que suas opiniões podem estar erradas quando confrontadas com novas evidências que afirmam o contrário. 

Muitas vezes, criamos obstáculos para exercer o pensamento crítico, simplesmente porque julgamos não ter tempo suficiente. É comum, diante de um problema, já partimos logo para a ação e agir sem pensar. Entretanto, pensar criticamente exige dedicação, tempo e energia. Como recompensa, ao adotar esta habilidade, você garante que cada decisão e ação te direcione a resultados impactantes!

 

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a newletter e receba nossas novidades!

Av. José Cândido da Silveira, 2100 - Horto, Belo Horizonte - MG, 31035 - 536

+55 (31) 3303-0000

biominas@biominas.org.br