fbpx

Inovação que Inspira – Bruno Castagnoli Zilli Baptista

05

ago 2020

Por:biominas
Inovação

Escute também a entrevista completa por áudio:

O Inovação que Inspira traz hoje a entrevista com Bruno Baptista, profissional com mais de 10 anos de experiência na indústria farmacêutica e uma trajetória especial relacionada à inovação. As oportunidades que foram apresentadas durante sua carreira trouxeram surpresas positivas como, por exemplo, descobrir o prazer de trabalhar com rotinas instáveis e surpreendentes, que fazem parte da área de inovação. Para Bruno uma das principais habilidades de um profissional que trabalha com inovação é dar atenção aos detalhes e às pequenas inovações do dia a dia.
Essa entrevista faz parte do Inovação que Inspira, projeto que surge em comemoração aos 30 anos da Biominas Brasil, reforçando seu compromisso em tornar as empresas cada vez mais inovadoras e conectar profissionais de inovação. Essa série de entrevistas traz insights de profissionais que trabalham com inovação no Brasil. Trajetórias profissionais que têm em comum a paixão por inovar.

 

Trajetória profissional

Bruno é graduado em Comunicação Social com ênfase em marketing e desde o momento que começou a buscar oportunidades de estágio tinha o objetivo de trabalhar na indústria farmacêutica. Sua trajetória começou na área comercial e há aproximadamente 6 anos começou a atuar diretamente na área de inovação. 

Eu nunca me vi trabalhando na área de inovação, eu sempre pensei em trilhar meu caminho na área comercial, mas são oportunidades que aparecem e que às vezes trazem surpresas. Se você me perguntar se hoje eu gostaria de voltar a trabalhar na área comercial eu diria que não. A sua liberdade para propor e para fazer coisas diferentes na área que eu atuo é sempre muito bem vinda, é uma satisfação trabalhar com inovação hoje.”¹

A atualização diária é essencial para quem trabalha diretamente com inovação. A rotina de Bruno garante momentos de leitura diária para acompanhar publicações sobre estudos relacionados a novos produtos e tecnologias. Acompanhar novidades do setor de venture capital, investimentos e economia no geral também é muito importante, pois através dessas leituras podemos vislumbrar aplicações e possibilidades para o ambiente de trabalho. 

“A Inovação está no dia a dia, como eu posso fazer de uma forma melhor, mais rápida, aquilo que eu estava fazendo ontem. De repente alguma ferramenta, alguma plataforma, é importante você estar ligado nesse sentido, de você se questionar diariamente como fazer melhor que ontem.”

 

O que mais motiva a trabalhar com inovação?

Não ter rotina, às vezes é uma dor de cabeça, mas é muito gratificante. O ritmo de trabalho passa numa velocidade que parece que seu dia rende muito e isso é muito prazeroso. Bruno chama atenção para o fato de culturalmente no Brasil ainda não sermos incentivados a pensar de forma inovadora e o empreendedorismo nem sempre estar associado à inovação, por exemplo, na universidade nós temos algumas alternativas relacionadas à empreendedorismo como as empresas júnior, no entanto não se fala tanto em inovação, principalmente nas áreas ciências humanas e ciências humanas aplicadas.

“Essa cultura de inovação ainda é superficial na cultura brasileira. As pessoas realmente não reconhecem o conceito, se apegando apenas no conceito de inovações radicais. E para você chegar nisso é preciso uma série de inovações menores,  é focar no dia a dia para conseguir aos poucos ir inovando para chegar em uma coisa que definitivamente vai ser disruptivo.”¹

 

O que favorece a Inovação?

É necessário um equilíbrio entre a cultura organizacional e o perfil do colaborador. Na percepção de Bruno para a inovação acontecer, 70% seria responsabilidade da cultura da organização e 30% dos colaboradores, ou seja, se o colaborador não tem esse perfil inovador ele não consegue ficar em uma empresa que quer inovar. Mas se a empresa não tem a inovação no seu DNA, não adianta ter um colaborador que é 100% inovador, ele não vai conseguir discutir nem aprovar nada. Quando a empresa tem percepção da importância de investir em inovação e tem iniciativas nesse sentido ela quer ouvir coisas diferentes e ela está provocando as pessoas para as coisas acontecerem. 

 

Qual habilidade é mais importante para um profissional de inovação?

Pensar grande dá o mesmo trabalho que pensar pequeno, só que se você não pensa no pequeno você não chega no grande.¹ Se você consegue fazer pequenas alterações, pequenos ajustes você vai conseguir trazer resultados diferentes. O conselho de Bruno é que os profissionais de inovação foquem nos detalhes para chegar num resultado maior.

Quem tem interesse em trabalhar com inovação certamente pressupõe que irá criar algo que não existe ou alguma alternativa para atender alguém que ainda não é atendido.Porém, o quanto isso é provocado dentro de uma organização vai depender do grau de empreendedorismo e da importância da inovação para aquela organização.

Outro aspecto importante é a habilidade de saber escutar as pessoas, pois às vezes as pessoas falam coisas que não damos muito valor, e essas pequenas coisas aplicadas em alguns contextos podem também trazer alguns benefícios. Escutar ativamente e colocar algumas ideias em prática pode facilitar, ajudar na trajetória para desenvolver mais rápido e melhor seu trabalho.¹

 

O que mais marcou na conversa com Bruno

Bruno trouxe com muita sabedoria a importância de estarmos atentos ao nosso dia a dia, e construirmos essa ‘capacidade inovadora’ a todo momento. “Seja inovador no seu dia a dia, na forma que você opera as coisas, na forma que você trata as pessoas, como você trata os temas. Pense diferente da forma como você pensou ontem, encare os problemas de uma forma diferente.” E aos poucos você terá construído um repertório de experiências que vai te ajudar a desenvolver novas formas de pensar e desenvolver inovações maiores ao longo do tempo. Foi uma entrevista muito gratificante e gostaria de finalizar esse artigo agradecendo ao Bruno por sua disponibilidade de compartilhar conosco um pouco sobre sua história e experiência profissional.

¹ Trechos originais transcritos da entrevista

CONFIRA TAMBÉM NOSSO INFOGRÁFICO: O Passo a Passo da Inovação em Corporações

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a newsletter e receba nossas novidades!

Av. José Cândido da Silveira, 2100 - Horto, Belo Horizonte - MG, 31035 - 536

+55 (31) 3303-0000

biominas@biominas.org.br